HESHER

Depois da morte de sua mãe e de uma crise de seu pai, T.J. nunca esperaria encontrar um louco como Hesher, para virar ainda mais sua vida de cabeça para baixo.

Achei Hesher um filme muito triste, daqueles que nas cenas trágicas, quando o nó na garganta aperta, só sobra o riso. Fala sobre solidão, melancolia e perdas, mas acaba sendo divertido apesar dos temas pesados.

Tenho uma certa predileção por filmes de crianças atormentadas e esse levou ao pé da letra a temática; quase toda hora eu pensava “coitado do T.J.”

O filme tem muitas daquelas cenas que você pensa  – nãoooo, ele não vai fazer isso! E tem Natalie Portman também.

Triste e beirando ao nonsense às vezes.

“Hesher was here”

Anúncios

Sobre vidarealinventada

Chato, curioso e inconstante.
Esse post foi publicado em Quase cult e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s