American Horror Story

Recentemente comecei a assistir a série American Horror Story. Tava carente de True Blood, dos mistérios de Games of thrones e de uma série em que a temática fosse o terror.

Vi o primeiro episódio numa sexta e fui até o sétimo direto. Confesso que ainda to na dúvida com relação a se gosto ou não gosto. Tenho um receio de que tudo vire um grande clichezão.

Percebi uma mais que notável referência a  O bebê de Rosemary; tem algo de Os outros, Horror em Amityville, O iluminado e até Cemitério maldito, entre outros. Fato esse, que o diretor disse que é usado em favor da série transformando essas referência em um thriller psicossexual .

Apesar de perceber às vezes o lugar comum no uso em excesso dessas referências eu tenho me surpreendido com a forma com que é mostrado a grande vilã dessa história: a obsessão.

O terror está nas mentes perturbadas, nos amores mal resolvidos, na lástima pela perda da beleza, na procura pelo sucesso;   a busca da felicidade, aceitação e pertencimento em uma família, faz com que as pessoas, na série, cheguem às ultimas consequências para conseguirem seu propósito; o caminho pra esse desejo chega a um limbo, longo e penoso.

Em American Horror Story os mortos são sempre bem intencionados; mas apenas quando não estavam MORTOS.

Anúncios

Sobre vidarealinventada

Chato, curioso e inconstante.
Esse post foi publicado em Quase cult e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s